Marido mata esposa

Marido mata esposa em Praia Grande

Marido mata esposa

Em meio a tanta desgraça em nosso país, tanta gente sendo morta, agredida..

.. em meio a milhões de brasileiros que tiveram seus direitos aviltados por uma corja de políticos que fez explodir a violência no Brasil..

.. em meio a todas essas notícias diárias, essa tragédia em Praia Grande me tocou de forma intensa, me deixou muito triste.

Todo pequeno comerciante brasileiro é um prisioneiro dessa condição.

Refém da violência e da indiferença.

Todos são tratados como lixo, apesar de serem o principal alicerce da riqueza desse país, de onde sai a esmagadora maioria dos empregos que sustentam milhares de famílias.

O cara trabalha feito um cavalo, paga impostos de tudo quanto é jeito, sustenta o judiciário mais caro do planeta, e vive ameaçado 24 horas por dia, em um ambiente selvagem, sem regras, sem justiça.

Padarias e mercadinhos, sobretudo os da periferia, são um clássico.

Alguns chegam ser assaltados mais de 1 vez por dia.

Não existe policiamento em Praia Grande

A polícia hoje em dia é parte do problema (também são outros que estão sendo triturados).

Neste contexto de luta, de guerra civil, o cidadão, desesperado, compra uma arma para defender seu negócio, a si próprio e a sua família.

Não sabendo usar, a arma dispara e ele mata a esposa.

Eu não sei o que significa isso para você, leitor(a), mas para mim é um golpe profundo na alma.

Não tenho como discutir o mérito da questão.

Cada um tem sua história de vida.

Eu, que sou casado a 20 anos, vejo um casal que se ama, que juntos lutam contra todas as adversidades do mundo, que estão ali, batalhando no dia a dia, lado a lado, palmo a palmo, para sustentar a si próprios e os filhos, são pessoas que tem uma conexão espiritual, são amigos, são amantes.

Aí o cara atira na esposa.. sem querer.. sua companheira morre..

.. o seu anjo..

.. meu Deus, que fardo..

.. que dívida é essa que esse coitado tá pagando?

O homem que matou a própria mulher durante uma suposta brincadeira dentro de uma padaria em Praia Grande, no litoral de São Paulo, afirma que não se lembra de como tudo aconteceu. Durante depoimento à Polícia Civil, Alexandre Severino de Noronha, de 35 anos, disse que tudo não passou de uma fatalidade e que não tinha certeza se havia apertado o gatilho. Francisca Marinheiro, de 37 anos, morreu poucos minutos após ter sido atingida por um disparo.

Ponte Pênsil de São Vicente

Ponte Pênsil de São Vicente

Ponte Pênsil de São VicentePonte pênsil ou ponte suspensa é um tipo de ponte sustentada por um sistema de cabos e mastros.

Na ponte pênsil os cabos principais partem de um mastro a outro formando uma parábola.

Dos cabos principais partem os cabos de sustentação da plataforma, que são verticais e espaçados igualmente.

É uma técnica construtiva anterior ao da ponte estaiada.

Ponte Estaiada

A ponte estaiada é uma alternativa intermediária entre uma ponte pênsil, que requer maior estrutura de cabos, e uma ponte fixa, que requer uma estrutura de sustentação mais cara e elaborada.

As pontes estaiadas são suspensas por cabos de sustentação que partem diretamente de um mastro e vão até a plataforma.

Ponte Pênsil de São Vicente

Foi a primeira ponte pênsil a ser montada no Brasil, fica no sopé do Morro dos Barbosas, São Vicente-SP, sobre o Mar Pequeno, e começou a ser construída em 1912, sendo finalizada em 1914.

Idealizada pelo sanitarista Francisco Saturnino de Brito, seu principal objetivo era conduzir o esgoto coletado nas cidades de Santos e São Vicente para seu lançamento no Oceano Atlântico, no Forte de Itaipu, área que hoje se situa no município de Praia Grande.

A Ponte Pênsil de São Vicente foi um marco no desenvolvimento da Praia Grande, por que foi a partir dela que aumentou significativamente o fluxo de pessoas, com reflexos sobretudo no mercado imobiliário da região.

Rio Piaçabuçu

Rio Piaçabuçu – Praia Grande

Rio Piaçabuçu

A história do Rio Piaçabuçu (pronuncia-se “Piassá Bussú”) está intimamente ligada à história de Praia Grande-SP.

No início do século XIX, o Rio Piaçabuçu era o fio condutor que ligava o município de São Vicente à Vila de Conceição do Itanhaém.

Na época, Praia Grande era formada por sitiantes e o rio era utilizado para escoar a produção agropecuária da região.

Havia muitos portos ao longo do seu curso, como o Porto do Piaçabuçu (no atual bairro de Caieiras), o Porto do Campo (atual Portinho, no Intermares) e os Portos do Tumiarú e das Naus (em São Vicente).

Piaçabuçu vem do tupi, significa “Porto Grande”, e esse foi o primeiro nome que os indígenas deram à Praia Grande.

Praia Grande

Praia Grande – SP

Praia Grande

Outrora, Praia Grande era menos que um bairro de São Vicente..

Era passagem para o sul.. conhecida como Piaçabuçu ou o Caminho de Conceição do Itanhaém..

Piaçabuçu é o nome do rio que serpenteia a Baixada, entre São Vicente (Mar Pequeno) e Ilha das Caieiras em Praia Grande.

Vila Conceição do Itanhaém era o antigo nome de Itanhaém.

Em 1914 o sanitarista Saturnino de Brito viu concretizada sua ideia de levar o esgoto de Santos para fora da cidade.

Para isso construiu o que hoje conhecemos como a Ponte Pênsil (passagem para os canos que iam até o Morro do Itaipú, para desaguar no mar, em Praia Grande).

Há males que vem para o bem.

A construção da Ponte Pênsil facilitou o acesso das pessoas à Praia Grande. Com isso, os terrenos passaram a ter um maior valor do que tinham antes.

Foi o primeiro “boom imobiliário” da Praia Grande.

Confira trecho de uma carta de Benedito Calixto de Jesus, famoso pintor, professor, historiador, ensaísta da baixada: é nome de rua, escola, etc.:

S.Vicente, 23 de março de 1912

Amigo Narciso,

(…) consta-me que você pretende ir a Conceição*, justamente nestes dias, antes da Páscoa, e portanto veja se pode chegar aqui em nossa casa para conversarmos. Temos muita coisa à falar sobre esses negócios de Conceição e principalmente sobre essas terras de Praia Grande tão procuradas e cobiçadas, agora, pelos homens de negócio (…).

Falaremos, ainda, sobre a sorte desses pobres praianos, nossos patrícios, e sobre o procedimento desse italiano que pretende despojá-los do único bem que possuem: as suas terras.(…)

Calixto”

Em 1967 veio a emancipação.

Em 1979, Paulo Maluf inaugura a Ponte do Mar Pequeno, alternativa para a já saturada Ponte Pênsil, e amplia o acesso de paulistanos ao litoral.

Praia Grande é limpa

Durante muito tempo, a Praia Grande foi conhecida por suas praias sujas e feias. Havia muito preconceito contra a cidade.

Mas em 1993, na administração do prefeito Alberto Pereira Mourão, foi elaborado um projeto para reurbanizar a orla, incentivar o turismo, o comércio e, principalmente, os investimentos na construção de prédios e casas.

Com as reformas, os moradores começaram a valorizar a cidade e a criar com ela uma identidade.

Atualmente o município tem uma população de 300 mil habitantes, em uma área de 147 km², e é uma das praias mais movimentadas do Brasil.

Pesquisas da Dersa e da Ecovias calculam que em média 40% dos veículos que utilizam o Sistema Anchieta-Imigrantes em direção ao litoral têm como destino a cidade de Praia Grande.

Na alta temporada, recebe cerca de 1,5 milhão de turistas (mais de cinco vezes a sua população fixa).